sábado, 8 de maio de 2010

Amo-te FredBox


São 7:30 da tarde, o frio e a chuva fazem-se sentir
A janela do meu quarto esta embaciada, pois nada me faz sorrir
Só queria o teu abraço, mas nem isso eu posso ter (ter)
E o teu sorriso, só as fotos me ajudam a perceber
Eu quero-te mostrar tudo mas só te mostro o esboço
Eu quero dar o mundo mas sem tua vontade eu não posso
Quanto mais eu te desejo mais que eu consigo
Eu queria-te provar mas és o meu fruto proibido…
Acredita no que sinto partilha o teu mundo comigo
O Futuro somos nós, o destino já esta escrito
Não te escondo o que sou, pois eu não tenho segredos
Por isso dá-me a tua mão baby, não tenhas medo…
Eu quero-te mostrar o que esta ao nosso redor
Eu quero-te levar a um mundo sem dor
Eu quero-te mostrar que nada nos pode separar
Eu quero-te ensinar o quanto é lindo AMAR
O quanto achas que eu te amo, eu amo-te mais que isso
És o meu ser, a força que eu preciso
O teu bom dia ao acordar é fundamental
O dia torna-se melhor, o brilho do sol é natural
Encontro tudo o que ninguém encontrou
Consigo te amar como nunca ninguém te amou
O amor é único não te preço,
Olha para mim, admite que te mereço
É tão forte este sentimento nunca senti nada assim
Penso em ti em todo o momento
Quando não estas primado a fotografia , recordações que não são em demasia
És tudo o que eu quero restas-te em segundo plano
Eu venero-te e é por ti que na noite eu chamo
Deitado na cama sozinho no escuro sussurro: “Eu amo-te…”

Sem comentários:

Enviar um comentário