quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Seguimos os nossos caminhos (...)

Porque mesmo que não acredites (...) eu sempre quis ser feliz contigo :*
Sabes que não escolhi os nossos caminhos , sabes que havia três caminhos , o que podiamos ir juntos , o que podias ir (SÓ) tu , e o que podia ir (SÓ) eu ...
Optas-te por irmos sosinhos , por caminhos com cruzamentos ... Onde nus encontramos muitas vezes , chucamos varias vezes , houve muitos acidentes ... Acidentes que poseram muita gente em coma ... Posses-te gente em jogo , deixas-te que te multassem ...
Sabes que não foi o destino que nus separou ... Foi TU apenas TU ... Podia ter sido tudo tão bonito , bastou , um unico erro para que tudo acabasse ...
Querias que voltassemos para atrás no caminho , já com a estrada cheia de boracos , ainda hoje relembro que a "nossa" estrada era tão perfeita , e que num piscar de olhos se dividiu em 2 ...
Dividiu-se em 2 , houve acidentes que deixaram marcas , boracos e destrossos de um passado sem descrisão possivel !
Não vou mentir , mas queria voltar a passar pela nossa estrada onde esta mercado cada momento eu que nós nus amamos ...
Ainda hoje não te perdoarei pelo que me fizes-te , já temos um caminho direito , trassado por nós , mas não como antes ... Não acreditas-te como é que eu construí uma estrada tão depressa com outra pessoa , mas acredita que foi o melhor os 2 , estou eu e ele , viajamos por mundos e fundos sem um único detrosso ...
Foi ele que encontrei no meio da minha estrada ... Foi ele que me ajudou a tapar tantas valas no cimento , no mesmo cimento em que tudo começou e acabou ...
Acredita que fiz uma coisa que não devia ter feito , por tudo o que me fizes-te ... eu ainda te pus na tua estrada um sinal de STOP , para não maguares mais ninguem ...
Foi tudo não cruel e sem qualquer candieiro que me elominasse ...

Sem comentários:

Enviar um comentário