domingo, 31 de julho de 2011

Naquele dia em que te conheci, não havia chuva nem sol... Não era dia nem noite, não fazia frio nem calor... Vi-me tão repentinamente, arrebatada de emoção que, desde o momento então só me recordo desse amor! Os nossos olhos se fitaram, envoltos na teia da vida que, malgrado a ocasião, com tanta gente á espreita eu assustei-me e, refeita despi-me dos meus pudores e entreguei-me á paixão há tanto tempo escondida! Lembro-me como se fosse hoje, lembro-me dos teus beijos a esmagar-me de desejo... E, sem darmos trégua, exauridos nessa dança de um amor que se alcançou como se não fosse real! Demorou, mas voltou. Sofremos, mas passou. Estamos juntos, sem mais paragens. Lutamos tanto para podermos partilhar tudo o que já partilhamos hoje, arriscamos tanta coisa, não vou deixar que isto se vá novamente embora tão fácilmente.
eu amo-te ♥

domingo, 17 de julho de 2011

«Desculpa ser fria e desonesta,
 desculpa ser envejosa e parva,
 desculpa ser injusta e delinquente...
 mas... eu amo-te mesmo e só queria que te aproximasses de mim,
  dissesses tudo aquilo que sentes e me abraçasses como se não houvesse amanhã »

sábado, 9 de julho de 2011

Hoje, depois de ler e reler tudo aquilo que à mão escrevi e guardei, todas aquelas lágrimas registadas em cada papel, em cada momento do meu sofrimento. Penso agora como fui capaz de escrever tanta coisa? Como pude ser tão cobarde? Como pude estar tão enganada ao ponto de deitar uma única lágrima por quem não era e nem nunca será uma pessoa decente e com verdadeiros sentimentos? Como? Como fui capaz de deixar para trás o homem da minha vida e entregar-me de mão beijada a outra pessoa (...) que nem conhecia?

Agora. Agora sinto-me envergonhada de mim mesma, de ter feito sofrer aquele que sempre me quis, mesmo que eu não lhe disse-se a verdadeira verdade. "Eu amo-te", uma coisa que jamais irei dizer novamente. Enganada e tratada como lixo, sega, eu, desprotejida e sosinha, fui deitada fora. Abandonada e sem forças, com a cara tapada de vergonha daquele que se comprometera a ajudar-me e a fazer-me feliz como já antes tinha feito.

Ainda hoje sinto vergonha daquilo que fiz á aproximadamente 5 meses! Uma coisa que jamais voltarei a fazer. Pois fiz sofrer bem mais a pessoa que amava realmente do que eu própria. Nesta altura em que me classifico como sega, surda e muda... Sofria com o sofrimento profundo daquele que lutou e conseguio.

Nesta momento secalhar é a altura em que me sinto pior, porque sinto-me culpada de já nada ser como antes (...) já nada se demonstrar tão intensamente como quando não te pertencia. Eu chorava por ter saudades tuas. Eu chorava por te querer de volta. Tu só perguntavas: "Mas...? Porque? Como? Eu quero aquilo que sempre me pertenceu de volta! Porque é que não te posso voltar a ter AGORA? Eu, não sabia sequer como responder, era um amor oculto e já era tão difícil viver com ele.

Opah, porque é que custa tanto ser culpada de uma grande diferença no nosso amor? Porque é que fui a que deixou a maior marca? Quando te olho nos olhos parece que te amei a minha vida toda, parece que te amei mesmo antes de te conhecer. É algo tão diferente, é algo que jamais quero voltar a perder!

Tu não percebes, jamais irás perceber que tudo aquilo que faço é uma maneira estranha e mal estruturada para demonstrar a vergonha, o medo, o sofrimento e principalmente o grande receio de poder ficar sosinha num quarto escuro sem que alguém se lembre que existo.

sexta-feira, 8 de julho de 2011




Espero fazer de ti o homem mais feliz do planeta, amar-te-ei eternamente e acredita que não é pena, pode parecer um sonho mas eu estou mesmo contigo. Mereces tudo aquilo que eu faço. Ficar sem ti era castigo, mas isso não pode acontecer! Eu amo-te como ninguém, espero não me tornar um pesadelo no coração de alguém. Peço-te, fica comigo para sempre. És o homem certo para eu seguir em frente. Mereces a felicidade, mereces o sorriso, não ligues ao que dizem és superior a isso. Sofrer eu sei que isso não é contigo, eu estou-te a proteger por isso aqui fico. Iluminas o meu caminho nas noites em que não veijo, fazes-me falta a toda a hora, acredita que eu não percebo! És mais que a minha vida, és o mundo onde eu vivo. Minha riqueza, minha luz, meu princepe, meu caminho

quarta-feira, 6 de julho de 2011


Tu sabes a resposta de tudo aquilo que me perguntas, finges é que não

terça-feira, 5 de julho de 2011


Era uma vez o casal mais perfeito do mundo, vivemos um para o outro e damos tudo para ficarmos juntos. Não vai ser uma discussão, uma pessoa ou mesmo um pequeno mal-entendido que irão destruír tudo aquilo que construímos, com tanto sentimento, com tanta dedicação e clareza vamos ficar juntos para sempre. Não é um amor igual aos outros é um amor inseparável. Um amor difícil, um amor muito complicado de explicar (...) um amor sem explicação possível ! Um "amo-te" é comum, um "amo-te muito" é pouco, neste lindo namoro só existe "amo-te imenso". No pensamento só reina o "nós" mais nada, mais ninguém, apenas o nosso "nós". Somos mais que namorados, por isso este namoro nunca irá acabar. Não á nada que explique o que é amar assim... Somos feitos um para o outro como todos dizem ...

A  B


sexta-feira, 1 de julho de 2011



Posso ler todos os textos do mundo e ver variadissimas hístorias de amor, mas uma igual á nossa é quase impossivel de encontrar . Na nossa historia temos promenores demasiado importantes que não nus podemos esquecer , coisas tão diferentes, feridas que jamais se iremos apagar, lagrimas ? oh, lagrimas... tantas que perdi a conta. Mas perguntem-me o agora! O agora é completamente diferente , o agora é mais forte do que nunca , os beijos são mais perfundos do que alguma vez foram, o toque é muito mais delicado e sentido, nem 1000 folhas chegariam para contar o passado , o nosso passado e no fundo tinha sempre uma ponta em que poderia utilizar o termo de "nosso" , porque sim, a razão das lagrimas, textos, saudade, sofrimento eras sempre tu a razão... Ter-te longe, mas ter-te tão perto, perto até demais para levar a minha vida para á frente sem aquilo que me faria viver . Era impossivel ter força para continuar, era completamente incapaz de lutar até á felicidade... Porque não presisava , presisava sim de ter largado o erro, e ter agarrado o orgulho muito mais cedo doque pensava. Podia ter cido tudo tão facil, mas arrisquei e pisei o risco . Mas quando o assunto é amor e falta de viver, passa-se tudo á frente para podermos ser realmente amados como sempre quisemos . Já nada irá mudar aquilo que sinto, já ninguém me irá tirar aquilo que é meu . Porfavor , fica comigo para sempre !
amo-te e jamais algum dia isso mudará , se depender de mim "NUNCA" .
Não faças daquilo que é a minha vida, um erro :o que eu também não o farei !
A